Davi e Golias A História do Rei Davi e o Gigante Golias

O profeta Samuel linha recebido as instruções do Senhor para ungir um novo Rei que iria suceder o Rei Saul, e assim ele fez. Foi até Belém para um sacrifício ao Senhor. Convidou os anciãos da cidade e também convidou jessé e seus filhos.
Quando Samuel viu Eliabe, um dos filhos de jessé, logo pensou que esse era o escolhido de Deus para ser ungido.
Deus, porém, advertiu Samuel, dizendo: “Não se importe tanto com a aparência, nem com a altura. O homem vê só o que está diante de seus olhos, porém eu, o
Senhor Deus, vejo o coração.” Um a um, os filhos de jessé passavam diante de Samuel. E a todos dizia a mesma coisa: “Não é esse o homem que o Senhor escolheu!” E Samuel perguntou ainda a jessé: “Só tens estes filhos aqui? Por acaso tens mais algum outro filho?”  “Bem, tenho mais um filho ainda jovem que está cuidando das ovelhas!”, respondeu jessé. “Mande buscá-lo imediatamente!”, ordenou Samuel, entusiasmado.
Quando Davi, o filho mais jovem de Jessé, chegou, mandaram que entrasse.
Davi era ruivo, tinha um belo e jovial rosto e era uma pessoa de presença marcante.
Deus pediu que Samuel ungisse Davi. Ele erao escolhido do Senhor.
A partir daquele dia, o espírito do Senhor veio sobre Davi. Mais tarde ele seria o rei de Israel.
Samuel voltou para Ramá.
Deus sabe que o grande valor das pessoas está no coração e não na aparência!
Saul, a cada dia, tornava-se pior. Vivia atormentado. Os seus empregados, não agüentando vê-lo daquela forma, ofereceram-se para procurar alguém que tocasse  harpa e assim acalmasse o espírito maligno de Saul.  Tudo bem, busquem um homem que saiba tocar bem e tragam-no até aqui!”, consentiu Saul.
Um de seus servos logo disse: “Senhor, creio que sei onde posso encontrar alguém assim. Um dos filhos de jessé, chamado Davi, toca harpa como ninguém. Além disso, ele é valente, vigoroso, prudente ao falar. Sua presença é sempre alegre, pois o Senhor está com ele!”  “O que vocês estão esperando? Falem com o pai do jovem e tragam-me esse Davi depressa!”, mandou Saul.  Mais tarde, diante de tal ordem, jessé concordou e fez questão de enviar um presente a Saul, por meio de seu filho Davi.
Davi foi montado em um jumento que tinha como carga: pão, vinho e um cabrito.
Assim que o rei viu Davi gostou muito dele. Tanto que promoveu Davi para ser seu guarda das armas.
Sempre que o espírito de Saul precisasse de paz, Davi tocava a sua harpa. As belas canções acalmavam o rei, trazendo-lhe alívio ao espírito.
O rei Saul, entretanto, nem podia imaginar que aquele jovem seria em breve o seu substituto.
Novamente israelitas e filisteus estavam em guerra. De um lado, estavam os filisteus, e do outro lado estavam os israelitas. Um vale estava entre eles.
Os Filisteus, certo dia, enviaram um de seus homens para falar com os israelitas. Esse homem era muito alto. Seu nome era Golias, Não havia ninguém como ele:
forte, e muito alto, realmente um guerreiro que dava medo só de olhar. Golias usava um capacete de bronze e vestia uma couraça muito pesada. Também usava
proteções de bronze por cima dos pés e um escudo entre os seus ombros. Golias carregava em sua mão uma poderosa lança. Um pouco a sua frente caminhava o escudeiro. Quando finalmente chegou perto do exército israelita, o gigante Golias parou e desafiou em tom de zombaria:  “Para que nossos exércitos devem entrar em guerra um contra o outro? Escolham um de seus homens para lutar contra mim. Se ele vencer, nós, filisteus, seremos os seus servos. Se eu vencer, vocês serão nossos servos!”
O exército de Israel e Saul ficaram com muito medo quando ouviram aquelas palavras de Golias, pois ele era mesmo muito grande e forte.
O rei Saul e os seus comandantes não tinham ninguém tão poderoso que pudessem mandar lutar contra Golias. jamais poderiam imaginar que Deus concederia a vitória a Israel.  A esperança nunca deve ser abandonada pelos homens. Com esperança e fé tudo se torna possível.
Assim que a notícia da guerra entre filisteus e israelitas se espalhou, jessé mandou seus três filhos mais velhos para a guerra. Foram para os campos de batalha. Davi, o caçula de casa, ficou cuidando do rebanho de ovelhas de seu pai.  Fazia um mês que os três mais velhos haviam partido, e jessé começou a ficar preocupado. Ele queria ter notícias de seus filhos que estavam na guerra.  Assim, quando já haviam passado quarenta dias, jessé não suportou mais.Jessé chamou Davi e disse: “filho, quero que você vá até o acampamento dos israelitas. Preciso saber como estão os seus irmãos. Estou muito preocupado. Quero que você leve um boa quantidade deste grão tostado e destes pães. Com certeza eles devem estar com fome por lá. Leve também estes queijos para o capitão da guarda.” Sim, meu pai, partirei amanhã de manhã!”, respondeu prontamente Davi.
No dia seguinte de madrugada, Davi deixou o rebanho de ovelhas aos cuidados de um outro pastor e partiu.
Quando chegou ao campo de batalha, ouviu muitos gritos de guerra. Ele logo foi perguntar sobre seus irmãos. Ao encontrá-los, a alegria foi grande. Davi soube  direitinho como eles estavam. Naquele exato momento, ouviram também Golias, que insultava todos os israelitas.
Davi escutou as palavras ditas por Golias e viu muitos israelitas fugindo. O gigante amedrontava a todos.  Cheio de coragem e fé em Deus, Davi perguntou em voz alta: “Quem é esse homem filisteu para zombar assim do exército do Deus vivo?” As palavras de Davi deixaram todos os presentes muito admirados. Era coragem demais!
Logo Saul ficou sabendo da presença de Davi e mandou chamá-lo. Ninguém, além de Davi, tinha ousado desafiar Golias, o gigante filisteu. Mas Davi parecia não ter medo algum. Quem tem Deus no coração sempre se sente forte e corajoso.
Quando Davi foi falar com o rei Saul, disse: “Não há motivo para vocês ficarem com medo desse filisteu. Eu irei lutar com ele.”
O rei, no entanto, respondeu: “Você não pode com esse filisteu, já viu o tamanho dele? Você é tão jovem, e ele é um soldado experiente!”
“Quando eu cuidava das ovelhas do meu pai, muitas vezes apareciam animais selvagens que vinham para atacar o rebanho. Eu lutava com eles, afastava-os e  livrava as indefesas ovelhas. E bem assim que vou fazer com aquele arrogante. Vou vencê-lo porque ele zombou do exército do Deus vivo!”, Davi discursava  firme e decidido, Assim como Deus me ajudou contra os animais selvagens, ele me ajudará a derrotar este malvado filisteu!”, acrescentou Davi.  Saul deu a Davi uma armadura para se proteger. Mas o jovem mal podia se mexer dentro dela. Acabou tirando tudo aquilo. Pegou o seu cajado, escolheu cinco pedras do ribeirão e as colocou em sua sacola de pastor. Pegou também a sua funda. Foi desse modo que partiu para se encontrar cara a cara com o filisteu.
Quando Golias viu aquele garoto, quase morreu de tanto rir: “Que é isso? Por acaso sou um cachorro para você vir aqui com paus?”, caçoava o gigante, “Vou dar a sua came aos pássaros e aos animais do campo, sabia?” Golias, irritado, já estufava o peito.  Você vem lutar comigo com espada, armadura e escudo, porém eu venho em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus vivo, de quem você está zombando. Hoje mesmo eu vou vencê-lo, e todos saberão que há um Deus em Israel!”, disse o jovem e valente Davi a Golias.
Sem mais conversa, Davi pegou uma de suas pedras, colocou na funda e a atirou na testa do gigante.
Golias caiu com seu rosto no chão, totalmente inconsciente.  Davi correu, se colocou em pé sobre ele e, com uma espada o matou, cortando a sua cabeça.
Quando os filisteus viram que Golias estava derrotado, fugiram tão rápido quanto puderam.
Nada no mundo é mais forte que a vontade de Deus! Ah! Se os homens todos acreditassem nisso!

Davi e Golias

Compartilhe

8 thoughts on “Davi e Golias A História do Rei Davi e o Gigante Golias

  1. Cintia

    Ah Senhor como são belas as tuas obras e poderosa é tua vontade…todos os dias temos um Davi e um Golias para vencer!!Espero tua promessa.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *