Moisés Liberta o Povo de Israel do Faraó

Os israetas foram obedientes e fizeram tudo o que Deus tinha pedido. Comeram pães sem fermento. assaram e comeram o carneiro com ervas amargas e confiaram em Deus totalmente. Moisés também tinha avisado que todos deveriam estar prontos para viajar. Deveram usar sapatos e roupas adequados para a viagem que seria longa e dificil.
E, à meia noite, o sinal de Deus se realizou. E todos choravam muito. Assim como Deus dissera, aconteceu.
O Faraó logo providenciou que Moisés e Arão fossem chamados. Sabia a respeito do que tinha acontecido aos primogênitos egípcios, naquela noite.
Deus tinha enviado tantos sinais, e o Faraó não se importara com nenhum deles. Infelizmente, Deus precisou mostrar de uma vez por todas, que Ele é o Todo-Poderoso Senhor de todos e de tudo.
O Faraó percebeu que não podia lutar contra Deus.
“Saiam daqui. Quero vocês e o seu povo longe da minha gente.’. disse o Faraó, multo irritado, “Levem também com vocês as suas ovelhas e vacas. Saiam do Egito agora mesmo’
Os egípcios, querendo se ver livres dos israelitas, deram-lhes murtas jóias e roupas, apenas para que logo fossem embora dali.
E aconteceu que, naquele mesmo dia, partiram. Deus os conduzia através de Moisés.
Ficou bem claro para todos os da terra do Egito que o Senhor tinha tirado o povo israelita dali porque era Deus Poderoso.
Partiram ramo à Terra Prometida. Essa era a vontade de Deus.
Não há quem possa ir contra a vontade de Deus!
O povo de Israel era muito numeroso. Moisés e Arão guiavam os Israelitas conforme Deus ia ordenando. Deus tinha escolhido o seu própho caminho; não era o mais curto; mas Deus sabia o que estava fazendo.
Andaram e andaram pelo caminho do deserto, perto do Mar Vermelho. Levaram também os restos mortais de José para que um dia fosse sepultado na Terra Prometida.
Lá no Egito, o Faraó, todavia, logo percebeu que, sem seus escravos, não conseguiria construir tantos templos e belas mansões. já estava arrependido de deixar toda aquela mão-de-obra partir. Não pensou duas vezes e mandou seu exército seguir os israelitas pelo deserto e trazê-los de volta para o trabalho.
Dias depois, o povo viu de longe os guerreiros egípcios vindo ,em sua direção. Inseguros, esqueceram tudo o que Deus havia feito para livrá-los e começaram a tremer e a chorar por causa do medo.
Moisés, contudo, disse com autoridade: “Não tenham medo. Vocês verão com seus próprios olhos o que Deus fará com essa gente maldosa. Esses egípcios nunca mais incomodarão ninguém. Deus nos salvará!”
Ainda com medo e pouco confiantes, os israelitas esperaram e obedeceram a Moisés. Viram a poeira que o exército do Faraó levantava no deserto à medida que se aproximava deles. Todos olhavam espantados e nervosos.

Por fim, impacientes, reclamaram com Moisés:
“Por que você nos trouxe aqui para morrer? Agora estamos no deserto, e os egípcios vão nos matar! Não temos por onde fugir. Lá adiante estão as águas do Mar Vermelho! Não conseguiremos escapar!”
Deus, sabendo e vendo todas as coisas, disse a Moisés: “Mande o povo ir adiante, e você, Moisés, levantará o seu cajado e o apontará em direção ao mar.”
Moisés, sem saber exatamente o que aconteceria, acreditava plenamente em Deus.
O Senhor nunca abandona os que o amam!

A saída do Egito

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *