Pedro admite a existência de textos de difícil interpretação

A DIFICULDADE DAS ESCRITURAS

No texto da referência o próprio apóstolo Pedro admite a existência de textos de difícil interpretação. Entretanto, a maior dificuldade não está aí, no texto, esta no interprete.

Podemos apontar, entre outras, três motivos para justificar essa afirmação.

Pedro fala em TORCER AS ESCRITURAS. Torcer é uma atitude de violência, truculência.

O primeiro motivo para torcer as escrituras é a incompreensão. A incompreesão limita o entendimento e conduz a conclusões até hilariantes. É o  caso de Nicodemos e o novo nascimento. E êle era doutor da lei.

O segundo motivo a imaturidade. A imaturidade obscurece a razao, limita a profundidade, desvia o raciocinio, causando verdadeiro TORCICOLO, que consiste na “posição viciosa da cabeça fixada por hipertonia muscular, de qualquer causa”. A hipertonia é a resistencia ao alongmento do músculo.
Muito interessante!

O terceiro motivo para torcer as Escrituras é a MALDADE. É a ação voluntária, intencional, propositada. Geralmente para defender uma ideia preconcebida, um propósito oculto ou confÏrmar uma atitude já assumida. Via de regra, usam o texto quando interessa e o esquecem quando não interessa. Ou usam o texto isolado, fora do contexto ou o inserem noutro contexto. Mas, como diz o apóstolo Pedro — “para sua própria condenação”.

É sempre bom verificar em que base estamos interpretando este ou aquele texto!

Por favor, não torçam as minhas palavras! Elas são de fértil interpretação.

II Pedro 3.16  como faz também em todas as suas epístolas, nelas falando acerca destas coisas, mas quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, como o fazem também com as outras Escrituras, para sua própria perdição.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *