Proteção, Abrigo, Tranquilidade, Poder, o Guarda Chuva Grande

O Banco Nacional, na sua fase áurea patrocinava programas de TV e apresentava propagandas de alto nível. Uma delas, sugeria que o Banco era um grande guarda-chuva e convidava as pessoas a se abrigarem ali. Muita inteligência, O guarda—chuva simbolizava  proteção, abrigo, tranquilidade e até poder, porque quem está em baixo do guarda—chuva é diferente dos outros que estão fora.
É lamentável mas esta é  a realidade que envolve todos os grupos sociais, organizados ou não. Vamos analisar do maior para o menor: Conselho de Segurana da ONU. Isso não tornaria o Brasil um pais melhor, Se ele fosse melhor, seria naturalmente convidado para ser membro. Não temos competência para resolver nossos problemas mas queremos um lugar debaixo do grande guarda—chuva da ONU. Por isso estamos no  Haiti, estamos fazendo barganha com a China, Rússia, Coréia, India, etc, na tentativa de conseguir apoio.
A mesma coisa acontece em todos os grupos sociais. Há sempre um guarda—chuva. E ele é igual a estribo de bonde, sempre cabe mais um. Mas não qualquer um. Lembra-nos Henrique VIII: tudo pelo povo, “mas não com o povo”
Quem tem lugar no guarda-chuva? Primeiro, quem,faz parte do poder constituido (por força do ofÍcio). Dai, alguém gasta  milhões de reais para se candidatar a um cargo que lhe renderá um quinto do que gastou. Outra maneira de entrar no guarda— chuva o por mérito. Você precisa ter algo para dar. Nao esqueça que quem faz esse julgamento nao é a plebe. São os que estão em baixo do guarda-chuva. Outra maneira é voce ter um amigo em baixo do guarda-chuva ou ser parente de algum dêles. Êle empurra daqui, empurra dali e arranja uma vaguinha para você o que chamamos de fisiologismo.
Se você estiver fora do guarda—chuva, você tem defeitos; debaixo do guarda—chuva você só tem virtudes, pois seus defeitos são irrelevante ou precisam ser mascarados para não ameaçar todo o sistema. É o que chamamos do corporativismo.
Há quem estende uma maõzinha para também segurar o guarda—chuva e há aqueles que estão na periferia o enfrentam a briga com os que estão querendo entrar. Haja guarda—chuva!
Não raramente aparecem alguns intrusos correndo por fora, usando o expediente humilhante da bajulaçao na tentativa, de conseguir sua vaga no guarda-chuva; o rnáximo que conseguem é proteger a cabeça, pois o corpo fica exposto as intempéries, ridicularizados por quem está dentro do guarda—chuva e também pelos que estão fora.
“Todos os que criam estavam juntos e tinham tudo em comum”. “E perseveravam na doutrina dos apóstolos., na comunhão, no partir do pão e nas orações (At 2: 44 e 42)
Este é o ideal que precisamos perseguir!

Compartilhe

One thought on “Proteção, Abrigo, Tranquilidade, Poder, o Guarda Chuva Grande

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *